15 de novembro de 2019

Playlist do Mês (out/19)

Eu sei que tô bem atrasada, a vida foi corrida e cansada e exausta nas últimas semanas, mas em um próximo post eu conto mais sobre isso.

Cá estamos pra mais uma Playlist do Mês! Quem quiser ver as outras playlists pode clicar aqui, e pra saber por que eu separo elas por mês é só clicar aqui.

Gaiola É o Troco – MC Du Black

Com certeza, essa foi a música que eu mais escutei nesse mês. Sério, eu escutava ela em looping infinito todos os dias no trajeto casa-trabalho. Todos os dias! Eu não sei o que me fez gostar tanto dela, mas eu sei exatamente como eu conheci a música, foi nesse challenge da Juliana Motta e eu me apaixonei de primeira e nunca mais consegui parar de escutar.

Péssima Ideia – Sofia

Sofia Oliveira lançou 4 músicas novas no início do mês passado, e eu viciei muito nelas. E com isso, acabei escutando muito outras músicas dela também por estar na vibezinha dela.

Enquanto me beija – Jão

Craca, mano. Eu me apaixonei por essa música no instante em que eu escutei ela pela primeira vez. A letra dela, o que ela diz, tudo! Quando o Jão lançou o álbum anti-heroi, eu escrevi um post sobre ele e falo um posuco mais sobre essa música.

Intenção – Gaab e Marilia Mendonça

Não sei se já falei aqui, mas eu sou apaixonada demais nas músicas do Gaab e sofredora com a Marilinha. Uma junção dos dois foi incrível, putz. A música é muito mais estilinho do Gaab do que da Marília, mas ficou tão incrível na voz dos dois e com o jeito dos dois, ai eu amo muito!

Essa foram as músiquinhas que marcaram meu mês, é isto, até mês que veeeeeem!

Nenhum comentário
Pietra Olsen
29 de outubro de 2019

Bienal RJ (2019) – Vlog

Desde que eu fui pra Curitiba no início do ano, eu e a Paolla começamos a marcar de viajarmos juntas, só a gente. Como ambas gostamos muito de livros e sempre quisemos ir pra bienal, vimos que era a melhor viagem que poderíamos fazer por agora. A gente queria realmente era ir pra Bienal de São Paulo, mas é só ano que vem 🙁 Então decidimos ir pro Rio mesmo.

Apesar da gente querer ir pra bienal, a gente não queria ficar só no evento, então decidimos que iriamos pelo menos pro Cristo Redentor e pro Pão de Açúcar em um dia pra sermos turistinhas de verdade.

Hospedagem + avião

Meu pai é a melhor pessoa quando se fala de achar voos baratos. Basicamente, a gente tava vendo voos por um valor e meu pai encontrou voo + hotel por esse mesmo valor, então ele é um anjo quando se fala de achar essas coisas de viagem. Bom, a gente comprou o pacote pela Latam Travel e a hospedagem ficou no hotel Ibis Parque Olímpico. Eu particularmente gosto de sempre pegar um Ibis por que eu já conheço e tals, então eu já queria pegar esse hotel por que era o Ibis mais perto do Riocentro (onde acontece a Bienal). O preço dos voos e do hotel pra duas pessoas foi de R$ 892,98.

Bienal

A bienal acontece no Riocentro e a gente foi no último final de semana, ou seja, tava lotada! O ingresso da bienal é R$ 30 inteira e R$ 15 estudante, para cada dia. No primeiro dia chegamos bem tarde, por que o transito tava uma loucura (2h pra andar 4km de táxi) e era o dia do nosso voo pro RJ, a gente mal conseguiu dar uma olhada direito em alguns dos estandes que a gente mais queria olhar. Nesse mesmo dia, tinha a distribuição de livros LGTB feita pelo Felipe Neto, então passamos algum tempo nessa função antes de irmos pra sessão de autógrafos da Paola Aleksandra. Depois estávamos tão cansadas que fomos direto pro hotel pra dormir.

No dia seguinte, saímos do hotel duas horas antes da bienal abrir pra chegarmos antes de começar a ter muito movimento. Acabou que chegamos muito mais cedo e tivemos que esperar 1h30 até a bienal abrir, hihi. Mas Conseguimos chegar cedo e pegar as senhas pra sessão de autógrafos das gurias Melina Souza, Pam Gonçalves, Carol Christo e Babi Dewet. Depois conseguimos ir nos estandes que a gente queria ir e comprar os livros que queríamos ir. Logo mais vou postar o vídeo dos livros que compramos nos dois dias.

Passeio Cristo + Pão

Contei que a gente decidiu que queríamos fazer um passeio pra conhecer o Cristo e o Pão de açúcar, né? Então, a gente só tinha alguns problemas: o dia que a gente tinha livre pra fazer o passeio era o nosso último dia (o voo era as 19h), grande parte dos passeios era de um dia inteiro (ou não tinha os dois pontos) e ficaria corrido fazer o passeio e depois ir pro aero, enhuma agência busca na Barra da Tijuca e teríamos que levar as malas pro passeio pra não perder tempo. Com esses problemas, foi dificil achar um passeio e uma agência que se adequasse ao que a gente queria. Mas depois de muito procurar, encontrei. A City Rio tem um passeio que é apenas o Cristo e o Pão de Açúcar e era apenas de manhã, com isso já resolvemos um problema. Ah, mas não busca na agência, e agora? Conversei com eles e marquei de encontrarmos eles em um hotel em Copacabana, na rua da agência. E as malas? Bom, eles foram super legais e nós conseguimos deixar na própria agência da City Rio.

Nenhum comentário
Pietra Olsen
25 de outubro de 2019

Princesa das Águas, Paula Pimenta

3virgula14 | Princesa das Águas

Eu já falei aqui no blog sobre Cinderela Pop e sobre Princesa Adormecida. Chegou a hora do último livro da série: Princesa das Águas.

Igual aos outros livros da coleção, temos uma princesa como inspiração pra esse livro e, como acho que dá pra perceber pelo nome, é a Ariel, a nossa Pequena Sereia.

3virgula14 | Princesa das Águas

Bom, o livro conta a história da Arielle, que é conhecida como a Princesa das Águas por ser um prodígio da natação. Filha de um nadador famoso e de uma cantora famosa, ela é a única das irmãs que seguiu os passo do pai, as outras seguiram os passos da mãe. Muito se engana quem acha que ela não sabe cantar, ela canta incrivelmente bem, mas sempre viu o pai ficar triste ao ouvi-lá cantar, por lembra-lo de sua mãe que morreu em sue parto.

A vida da Arielle sempre foi muito regrada, muito mesmo, de forma que ela sempre se sentiu presa e incompleta, já que não tinha a vida de uma adolescente normal.

Poucos meses antes das Olimpíadas, Arielle viaja para uma competição na Suíça, lá ela desobedece o treinador e vai escondido pra uma festa das delegações. Nessa festa, após uma confusão, ela acaba salvando Érico de um afogamento na piscina e acaba cantando pra ele a pedido do mesmo. Mas ninguém pode saber que ela esteve envolvida no acidente do Érico, então acaba fugindo quando o socorro aparece. Depois que Érico se recupera, ele conta que foi salvo por uma sereia, mas por ter batido a cabeça, ele não lembra do rosto dela, só da voz dela.

3virgula14 | Princesa das Águas

Na semana que antecede as Olimpíadas, por uma confusão, é decidido fazer a Gincana das Olimpíadas, onde é realizado vários programas famosos apenas com os atletas. Em algum momento, Arielle descobre que o Érico vai participar do programa Linguagem do Amor, mas ela está no programa de culinária. Com a ajuda de Sula (que eu só me liguei quem era mais pro final do livro), ela consegue mudar de programa e participar do mesmo programa que Érico. Mas tem um problema: no A linguagem do amor, as gurias não podem falar, tem que ser tudo por gestos. COMO TU VAI FAZER ELE SABER QUE É TU, ESPERTA?

Claro, a Sula tem a brilhante ideia de gravar a voz da Arielle pra mostrar pro Érico. Um dia antes da Gincana acabar, Arielle acaba falando no programa e é desclassificada. E na verdade, a Sula está participando do programa de canto, e usa a gravação de Arielle pra fingir ser ela para Érico.

Mesmo depois que tudo é esclarecido, Érico não acredita mais em Arielle, mas no final depois de uma apresentação de Arielle junto com as irmãs nas Olimpíadas, tudo se resolve. <3

3virgula14 | Princesa das Águas

Quem quiser comprar o livro, é só clicar aqui.

Redes sociais da Paula:
Instagram
Twitter
Facebook
Site
Youtube

Nenhum comentário
Pietra Olsen
123...1020...>>