Postagens sobre "Aleatoriedades"

26 de abril de 2020

Como tudo mudou desde o ano passado

Esse post não tem muito sentido, é mais um compilado de sentimentos que a quarentena me trouxe, mas que, apesar dos pesares, esse foi um sentimento bom.

Nos últimos dias isso não sai da minha cabeça: o quanto eu mudei desde o início do ano passado. Eu fiz um post falando sobre o quão louco foi 2019 pra mim no final do ano, mas como muita coisa aconteceu desde então, eu decidi que eu queria documentar isso. Falar sobre, escrever sobre isso que eu tô sentindo com tudo isso. Acho que isso de ficar em casa o tempo todo me fez pensar muito mais e perceber o que eu quero pra minha vida pós quarentena, me fez pensar que tinha tanta coisa que eu tava esperando por algo que nem existia pra fazer (os vlogs é um bom exemplo disso).

Esse no começou com uma Pietra de viagem marcada pra São Paulo, sozinha. Há dois anos, eu fui na Campus Party, mas fui com um bando de gente junto. No ano seguinte, por alguns problemas não pude ir, mas sempre cogitando ir em 2020 pra lá. Acontece que esse pensamento sempre vinha seguido de um “se o pessoal pilhar”. Só que eu gosto de tudo planejado, tudo certinho. Então eu percebi que se eu ficasse esperando o pessoal decidir se ia ir ou não, ia ficar em cima da hora e eu odeio resolver qualquer coisa em cima da hora. Daí veio aquele pensamento: “cara, eu vou marcar minhas férias, comprar o ingresso e comprar as passagens. Se o pessoal for, beleza, se não for, tudo bem eu faço amizades por lá e eras isso mesmo.” E eu realmente fui lá e fiz isso. Pode ser que a viagem não role por causa do corona, mas pelo menos foi mais uma coisa que eu decidi que podia fazer sozinha.

Em fevereiro, eu me mudei. Desde o final do ano passado a gente tava em função de contrato pra compra do apê, e eu tava muito cagada. Medo de ficar sozinha, medo de não me adaptar, medo de não dar conta. Mas eu só pensava: “caralho, mano, é o meu maior sonho que tá se realizando”. Infelizmente eu só fiquei um mês lá. Por conta do corona, resolvi ficar com meus pais. Eu me adaptei a ficar sozinha no apartamento, mas eu podia sair, eu ia pro trabalho e tudo mais. Mas ficar 100% sozinha o tempo todo, sem poder sair, sem poder ver gente ia ser meio complicado pra mim, então achei melhor pra minha cabecinha ficar em Guaíba mesmo. Mas cara como eu sinto falta de lá e como eu quero que tudo isso acabe pra eu poder voltar pro meu cantinho!

Fora isso, durante esses 4 meses de 2020 eu tomei algumas decisões sobre o que eu quero pra minha vida. Parece profundo mas nem é tanto. Ainda mais durante a quarentena, eu parei pra pensar se eu tava fazendo o que eu queria e se eu tava vivendo a vida que eu queria viver, em uma parte sim, mas ainda tinha coisas que eu queria fazer mas que eu não fazia por algum motivo. Foi quando eu comecei a fazer os vlogs, os vlogs são basicamente um modo eu lembrar das coisas. Eu sou bem esquecida e eu gosto de registrar as coisas pra lembrar depois, sabe? E foi isso que eu comecei a fazer: registrar tudo o que acontece e postar no youtube pra que depois eu possa ver e lembrar de tudo (ou quase tudo). Eu lembro das coisas, mas eu preciso de algo que me faça lembrar: uma foto, um vídeo, um registro.

Outra coisa que eu decidi é sobre o quanto eu gosto de viajar. Eu vou falar mais sobre isso no próximo post que eu vou escrever mas em muito mais a ver com experiências que eu quero ter na vida. Leiam o post de dois dias depois desse por que ele vai explicar um pouco sobre isso e sobre as decisões que eu tomei quanto a isso esse ano.

Mas no geral, tudo o que eu falei tem a ver com uma coisa. A mesma coisa que fez meu 2019 mudar muito. Aprender a fazer as coisas sozinha e a me virar sozinha. Cara, se eu não tivesse tomado a decisão de ir sozinha pra Curitiba, se eu não tivesse surtado lá, muita coisa não estaria acontecendo agora. Cogitar viajar sozinha? Jamais. Me mudar e viver sozinha? Dificilmente. Eu sei que é repetitivo eu falar disso, e eu sempre dou Curitiba como o exemplo da minha vida, mas eu realmente considero essa viagem o divisor de águas da minha vida.

Era só isso, um post meio desabafo sobre tudo o que tá passando nessa cabecinha que não sabe lidar com o fato de não saber quando tudo isso vai melhorar e vai poder voltar a oficialmente planejar tudo o que quero fazer.

 

Nenhum comentário
Pietra Olsen
24 de abril de 2020

livros e série (quarentena) | vlog #17

Mais um vlog no ar!

A quarta feira (dia 22) foi um dia normal: trabalhei, li Ninguém Nasce Herói no sol, li outro livro no app do Kindle no celular, acordei mais cedo do que eu precisava por que eu tinha reunião. Foi basicamente isso!

A quinta foi normal também, eu terminei de ler o livro que eu tava lendo no app do Kindle, comecei o terceiro livro da série no app do Kindle, faltou luz, voltou a luz, comecei a assistir uma série da netflix que se chama Brincando com Fogo (ou Too Hot To Handle) e eu tô gostando, mas depois vai ter post aqui pra eu falar as minhas considerações finais sobre, editei esse vídeo, coloquei o vídeo pra subir e dormi.

Nenhum comentário
Pietra Olsen
23 de abril de 2020

Um vlog perdido na Barra da Lagoa, Floripa

Todo ano meu pai tenta ir em família pra alguma praia em Santa Catarina e a escolhida desse ano foi a Barra da Lagoa. Fomos meus pais, minhas irmãs e meus tios, eles ficaram uma semana inteira, mas eu só pude ficar 3 dias por que tinha que voltar pra trabalhar.

Bom, a ideia geralmente é a gente ir pra praias que tenham outras praias perto pra poder ir em várias praias. Porém contudo todavia, meu pai odeia transito e no momento que chegamos em Floripa a gente descobriu que provavelmente ia ficar só na barra mesmo por que ele não ia querer ficar pegando transito trancado todo dia. Dito e feito, foi isso que aconteceu. Eu sou uma pessoa que não se importa com transito quando eu já sei que ele vai ser assim, tipo, tu quer ir pra Floripa em janeiro e não quer que esteja tudo trancado? Convenhamos, né?

Enfim, a gente pegou uma pousada a 30 metros da praia, perto do projeto tamar. A pousada era coisa mais bonitinha se quiser ver é só clicar aqui, por que a gente alugou pelo airbnb, mas aparentemente não tá mais disponível.

A gente não fez muita coisa enquanto eu tava lá, a gente só ficou pela praia e mesmo e fomos nas piscinas naturais, que sem dúvida é parada obrigatória pra quem conseguir caminhar nas pedras! É muito lindo, e muito gostoso e ficar lá, e olha que eu sou a pessoa que nunca entra na água e lá eu fico um tempão e não me incomodo.

Nenhum comentário
Pietra Olsen
<<...10...192021...30...>>