Postagens sobre "Filmes"

17 de setembro de 2019

Cinderela Pop (livro x filme), Paula Pimenta

3virgula14 | Cinderela Pop

Faz alguns anos que eu sou louca nos livros da Paula Pimenta. Desde Fazendo Meu Filme e Minha Vida Fora de Série. Também já li os quadrinhos de FMF (tem post aqui) e Uma Viagem Inesperada (que tem post aqui). E eu amo tanto os livros dela, ela é uma das minha escritoras preferidas do Brasil.

3virgula14 | Cinderela Pop

O livro conta a história da Cíntia, uma menina que levava a vida dela de boas até que um dia descobre que o pai dela trai a mãe dela com a secretária e eles se separam. Com isso, a mãe da Cíntia se muda de país pra ir atrás dos sonhos dela e a Cíntia vai morar com a tia. A tia dela namora um cara que é DJ e a Cíntia acaba se encantando por esse mundo e aprendendo tudo o que precisa saber.

Depois de um tempo sem falar com o pai, Cíntia precisa de sua ajuda: na escola proibiram o uso de celular, mas é o único horário que ela pode falar com a mãe que está no Japão. Com isso o pai faz um acordo (ou seria uma chantagem?): ela teria que ir na festa de 15 anos das gêmeas, filhas da secretária e enteadas dele. Ela aceita, por que não tem outra opção. Porém, nesse mesmo dia, ela tem uma festa pra tocar como DJ. O que ela só descobre depois é que a festa que ela vai tocar de DJ é a festa das gêmeas.

3virgula14 | Cinderela Pop

Ela dá um jeito de conseguir resolver esse problema e fazer as duas coisas: como a festa é a fantasia, ela usa uma fantasia pra ser a DJ e não usa fantasia pra ser a Cíntia. Nessa festa ela conhece Fredy Prince, um cantor que todo mundo ama, menos ela. Porém, nessa festa, ele se encanta por ela e ela por ele, mas ela não pode dizer quem ela é poe que se o pai descobre do seu trabalho de DJ, ele pode surtar.

Com isso, começa a história clichê realzona na Cinderela: onde ela tenta dizer que é ela, mas a madrasta descobre e faz chantagem pra ela e todo esse rolê da Cinderela oficial.

Eu amo a escrita da Paula e como ela desenvolve as personagens. Ela faz tu se sentir dentro do livro e se sentir a própria Cinderela. E convenhamos, eu sou a louca da Cinderela moderna! A Nova Cinderela, A Nova Cinderela: Era uma vez uma canção, Outro Conto da Nova Cinderela, etc foram filmes que marcaram a minha adolescência então eu tenho um carinho enorme por filmes de Cinderela dos dias atuais.

3virgula14 | Cinderela Pop

3virgula14 | Cinderela Pop

Cinderela Pop / Paula Pimenta. – 1ª. ed. – Rio de Janeiro: Galera Record, 2015.

Livro x Filme

Esse ano, lançou o filme Cinderela Pop. E, sim, tem algumas coisas que são bem diferentes entre o livro e o filme.

Pode ser que eu conte alguns spoilers aqui, então se não quiser saber é só pular essa parte!

A primeira coisa diferente é como a Cíntia descobre a traição do pai. No filme, é em na festa de bodas do casal em que todos os convidados descobrem a traição ao mesmo tempo. Já no livro, a Cíntia tá sozinha em casa e pega o pai e a secretária no quarto e vai contar pra mãe dela.

Outra coisa diferente é a profissão da mãe da Cíntia, em ambos ela é arqueóloga, mas no filme ela larga tudo quando casa. No livro, ela continua trabalhando e viaja muito, e isso seria a causa da traição do marido, sendo ele.

A profissão da Tia Helena também é diferente, no filme ela é poetisa contemporânea e no livro ela é designer e desenhista.

Outra diferença que tem é quando a Cíntia descobre que vai tocar na festa das irmãs: no filme, ela descobre quando chega na festa pra tocar. Já no livro, ela descobre antes.

Tem ainda mais algumas diferenças mas as que mais marcam são essas mesmo.

Quem quiser comprar o livro, é só clicar aqui. O filme está disponível na Netflix aqui.

Redes sociais da Paula:
Instagram
Twitter
Facebook
Site
Youtube

Beijo, beijo. Leiam o livro , vejam o filme, acompanhem a Paula nas redes sociais, leiam os outros livros dela. É isto!

Nenhum comentário
Pietra Olsen
6 de agosto de 2019

Filme Amor.com

Todo mundo que me conhece nem que seja só um pouquinho sabe que eu sou a louca da comédia romântica. Então… Esses tempos eu tava afim de assistir alguma nova e me deparei com Amor.com na Netflix e na hora que li a sinopse eu sabia que ia adorar!

O filme conta a história da Katrina, uma vlogueira de moda super famosa, e do Fernando, um vlogueiro de tecnologia e games que tem um canal que não tem muitos inscritos.

Como o canal do Fernando ainda não dá dinheiro, ele trabalha consertando computadores e etc, e é assim que ele conhece a Katrina em um evento que ela tá participando. Ela tá no evento de uma loja parceira e quando o sistema da loja cai quem é chamado? Isso mesmo, o Fernando! Mas não é assim que eles se conhecem. O que acontece é o seguinte: a Katrina descobre que o ex dela espalhou umas fotos dela pela internet e precisa chamar o Fernando pra consertar esse probleminha pra ela. Eles acabam passando um tempo juntos e acabam gostando um do outro.

Porém, eles tem vidas bem diferentes então chega um momento que as diferenças começam a atrapalhar e eles precisam lidar com isso.

O filme é muito fofo e MUITO engraçado, ainda mais com a Isis Valverde e o Gil Coelho de protagonistas. No fim, o filme tem uma mensagem bem bonita sobre deixar de ligar tanto para o que os outros pensam e viver mais com o que tu pensa de si mesmo. Então é LINDO!

Assistam o filme, e deem risada junto comigo!

Nenhum comentário
Pietra Olsen
6 de junho de 2019

Nosso Último Verão

No post sobre A Cinco Passos de Você, eu contei que eu a-m-o Riverdale e sou apaixonada pelo Jughead, até aí tudo bem mas eu realmente não gosto do Archie, porém isso não me impede de achar o KJ Apa um bom ator, eu não gosto é do personagem mesmo. Então quado eu vi que a Netflix lançou uma comédia romântica com ele de protagonista logo pensei ser uma ótima oportunidade de ver ele atuando num papel que eu goste.

O filme conta a história de Griffin, que apesar de amar música, vai cursar Administração por conta da pressão de seu pai. Ele é afim de Phoebe, que não quer distrações pois precisa terminar seu documentário para a faculdade de cinema. Tem também a Erin e o Alec, que foram namorados por 2 anos e acabaram decidindo terminar nesse verão para não irem pra faculdade solteiros.

Não vou negar, o filme é um daqueles clichêzões de vamos aproveitar o último verão do antes do resto das nossas vidas e tals, mas é fofinho. Gostei muito mais do KJ Apa como Griffin do que como Archie então só por isso já valeu apenas afú.

Assistam, é apenas isso que eu digo.

Nenhum comentário
Pietra Olsen
123