Postagens sobre "Livros"

17 de setembro de 2019

Cinderela Pop (livro x filme), Paula Pimenta

3virgula14 | Cinderela Pop

Faz alguns anos que eu sou louca nos livros da Paula Pimenta. Desde Fazendo Meu Filme e Minha Vida Fora de Série. Também já li os quadrinhos de FMF (tem post aqui) e Uma Viagem Inesperada (que tem post aqui). E eu amo tanto os livros dela, ela é uma das minha escritoras preferidas do Brasil.

3virgula14 | Cinderela Pop

O livro conta a história da Cíntia, uma menina que levava a vida dela de boas até que um dia descobre que o pai dela trai a mãe dela com a secretária e eles se separam. Com isso, a mãe da Cíntia se muda de país pra ir atrás dos sonhos dela e a Cíntia vai morar com a tia. A tia dela namora um cara que é DJ e a Cíntia acaba se encantando por esse mundo e aprendendo tudo o que precisa saber.

Depois de um tempo sem falar com o pai, Cíntia precisa de sua ajuda: na escola proibiram o uso de celular, mas é o único horário que ela pode falar com a mãe que está no Japão. Com isso o pai faz um acordo (ou seria uma chantagem?): ela teria que ir na festa de 15 anos das gêmeas, filhas da secretária e enteadas dele. Ela aceita, por que não tem outra opção. Porém, nesse mesmo dia, ela tem uma festa pra tocar como DJ. O que ela só descobre depois é que a festa que ela vai tocar de DJ é a festa das gêmeas.

3virgula14 | Cinderela Pop

Ela dá um jeito de conseguir resolver esse problema e fazer as duas coisas: como a festa é a fantasia, ela usa uma fantasia pra ser a DJ e não usa fantasia pra ser a Cíntia. Nessa festa ela conhece Fredy Prince, um cantor que todo mundo ama, menos ela. Porém, nessa festa, ele se encanta por ela e ela por ele, mas ela não pode dizer quem ela é poe que se o pai descobre do seu trabalho de DJ, ele pode surtar.

Com isso, começa a história clichê realzona na Cinderela: onde ela tenta dizer que é ela, mas a madrasta descobre e faz chantagem pra ela e todo esse rolê da Cinderela oficial.

Eu amo a escrita da Paula e como ela desenvolve as personagens. Ela faz tu se sentir dentro do livro e se sentir a própria Cinderela. E convenhamos, eu sou a louca da Cinderela moderna! A Nova Cinderela, A Nova Cinderela: Era uma vez uma canção, Outro Conto da Nova Cinderela, etc foram filmes que marcaram a minha adolescência então eu tenho um carinho enorme por filmes de Cinderela dos dias atuais.

3virgula14 | Cinderela Pop

3virgula14 | Cinderela Pop

Cinderela Pop / Paula Pimenta. – 1ª. ed. – Rio de Janeiro: Galera Record, 2015.

Livro x Filme

Esse ano, lançou o filme Cinderela Pop. E, sim, tem algumas coisas que são bem diferentes entre o livro e o filme.

Pode ser que eu conte alguns spoilers aqui, então se não quiser saber é só pular essa parte!

A primeira coisa diferente é como a Cíntia descobre a traição do pai. No filme, é em na festa de bodas do casal em que todos os convidados descobrem a traição ao mesmo tempo. Já no livro, a Cíntia tá sozinha em casa e pega o pai e a secretária no quarto e vai contar pra mãe dela.

Outra coisa diferente é a profissão da mãe da Cíntia, em ambos ela é arqueóloga, mas no filme ela larga tudo quando casa. No livro, ela continua trabalhando e viaja muito, e isso seria a causa da traição do marido, sendo ele.

A profissão da Tia Helena também é diferente, no filme ela é poetisa contemporânea e no livro ela é designer e desenhista.

Outra diferença que tem é quando a Cíntia descobre que vai tocar na festa das irmãs: no filme, ela descobre quando chega na festa pra tocar. Já no livro, ela descobre antes.

Tem ainda mais algumas diferenças mas as que mais marcam são essas mesmo.

Quem quiser comprar o livro, é só clicar aqui. O filme está disponível na Netflix aqui.

Redes sociais da Paula:
Instagram
Twitter
Facebook
Site
Youtube

Beijo, beijo. Leiam o livro , vejam o filme, acompanhem a Paula nas redes sociais, leiam os outros livros dela. É isto!

Nenhum comentário
Pietra Olsen
22 de agosto de 2019

A Conquista, Elle Kennedy

3virgula14 | A Conquista

Enfim chegamos ao último livro da série Amores Improváveis, e o livro que me fez ler a série inteira (eu conto a história no post do primeiro livro: os posts estão aqui: O acordo, O erro e O jogo).

“Não é só a beleza, embora isso não atrapalhe. É… é… droga, não sei nem explicar. Ela tem essa casca dura, mas por dentro é mole feito manteiga. Vejo lampejos de vulnerabilidade naqueles profundos olhos escuros e tudo o que quero é… cuidar dela.”

De todos os jogadores que hóquei que dividem o apartamento, Tucker é o mais diferente de todos: responsável e sensato, é o alvo mais fácil da zoação dos colegas de apartamento. Suas metas pra vida são simples: encontrar uma mulher pra viver a vida todinha, ter filhos e abrir seu próprio negócio. Sabrina sabe que a vida dela só depende dela mesma, ela pretende cursar direto em Harvard no semestre seguinte e pra isso precisa tirar as melhores notas da Briar, além de seus dois empregos pra conseguir juntar grana suficiente pra se manter enquanto estiver em Harvard. Eles formam o casal ao contrário de quase todo romance: enquanto Tucker é o todo romântico, Sabrina baseia sua vida amorosa em encontros casuais e nunca repete um encontro. Até conhecer Tucker.

Os dois são tão certinhos que é quase impossível de acreditar que cometeram um erro tão banal e, por isso, a vida dos dois vira de cabeça pra baixo e tudo o que eles pensavam que era certo pro futuro pode mudar.

Você não está sozinha. E você não está arrastando ninguém para buraco nenhum. Tô aqui com você, Sabrina. Em cada passo do caminho.

Por ser o último livro da série, a gente vê os personagens nas outras histórias e já conhece um pouco deles. Quando tu lê o terceiro livro, tu já tem uma ideia que algo tá acontecendo com o Tucker e também descobre mais pro final qual a reviravolta que tem nesse livro. Sim, o terceiro livro dá o spoiler principal do último livro!

Nunca diga nunca. Assim fica mais fácil mudar de ideia. Mais elegante.

Eu não posso terminar esse post sem falar o quanto me apaixonei pela Elle Kennedy. Ela escreve tão bem e faz a gente se entregar tanto pra história que é muito difícil parar de ler o livro antes de virar a última página, praticamente i m p o s s i v e l! A única coisa que tenho certeza é que agora quero ler todos os livros dela, todinhos! Eu já li outra série dela depois de ler Amores Improváveis e tem post aqui e aqui.

3virgula14 | A Conquista

A conquista / Elle Kennedy; tradução de Juliana Romeiro. – 1ªed. – São Paulo: Paralela, 2017.

Quem quiser comprar o livro, é só clicar aqui.

Nenhum comentário
Pietra Olsen
20 de agosto de 2019

O jogo, Elle Kennedy

3virgula14 | O Jogo

Já contei sobre os dois primeiros livros da série Amores Improváveis aqui e aqui.

Dean é o cara mais pegador da Briar, riquinho, metido e com o futuro já resolvido indo pra melhor faculdade de direito. Allie é definitivamente uma mocinha de romance e acabou de ter um termino de namoro. Para não sucumbir ao desejo de falar com o ex, ela precisaria da ajuda de sua melhor amiga porém ela não está disponível no primeiro final de semana e o que sobra pra ela é a ajuda de Dean. Depois de uma noite de bebedeira, ela acaba na cama com ele. Ela segue a vida dela de boassa, mas pra Dean não é tão fácil assim: pela primeira vez na vida ele sente a necessidade de repetir, e não consegue ficar com mais ninguém. Porém, Allie não é o tipo de garota que transa casualmente, e Dean tenta provar pra ela que uma vez só não é suficiente.

Com o tempo, ele consegue domar Allie e eles começam digamos que uma amizade colorida. Mas a vida de Dean, sempre tendo tudo o que quis, nunca o preparou para os baques que a vida pode dar, e depois de um incidente Allie acredita que, por mais que eles se amem, Dean nunca estaria preparado para problemas do cotidiano. E é papel de Dean fazer com que ela acredite que ele pode sim se tornar um cara melhor e mais responsável.

Quem quiser comprar o livro, é só clicar aqui.

Nenhum comentário
Pietra Olsen
123...10...>>