27 de setembro de 2018

Hey, Panda, vamos fugir?, Ivan Bittencourt Jr

3virgula14 | Hey, Panda, vamos fugir?

Sinceramente, antes de ler esse livro, eu não tinha lido muita coisa do Ivan não. Descobri a existência dele uma vez quando ele compartilhou o antigo blog que eu tinha com a Dani e a Paolla, e desde então fui acompanhando um pouco nas redes sociais. Até que um dia, descobri que ia ter sessão de autógrafos dele aqui na minha cidade (ele também é daqui) e decidi ir. Confesso que decidi realmente ir super em cima da hora! Mas eu gosto tanto de apoiar os escritores jovens brasileiros, porque eu não podia apoiar alguém aqui da minha cidade mesmo?

Antes mesmo de ir pro lançamento, no dia anterior, falei com o Ivan pelo Facebook, pra saber como ia funcionar e tals a sessão de autógrafos e ele foi um amorrrrr!

“Amor de verdade a gente sai por aí vivendo e não fotografando pra mostrar pros outros.”

3virgula14 | Hey, Panda, vamos fugir?

“Melhor amar e ser amado algumas vezes do que não saber o que é o amor”

Cheguei lá, comprei meu livro e entrei na fila pra pegar o autógrafo, por que se tem uma coisa que eu amo é livro autografado!

Quando chegou a minha vez, ele conversou comigo, perguntou do blog, contei que o blog ia voltar em breve, mas que ia ser só meu, conversamos mais um pouco, ele me desejou boa sorte com o blog, me confundiu com a Paolla (mas tudo certo!) e eu fui embora feliz com mais um livrinho autografado.

3virgula14 | Hey Panda Vamos Fugir

Mas vamos para a história: (não prometo nada quanto a spoilers!)

O livro conta sobre a vida do Théo, um garoto de 17/18 anos que mora em Porto Alegre. Um dia, enquanto estava nas redes sociais, ele vê uma foto de Marina e é amor à primeira vista. Ele encontra o Insta dela, mas é privado. No intuito de chamar a atenção dela, ele cria uma conta no Instagram só pra seguir ela. A conta dela é @marinaapanda e ele cria a conta dele sendo @tehopanda. Depois de alguns dias e uma foto postada marcando ela, ele consegue enfim chamar sua atenção. E marcam de se ver em Guaíba, onde ela mora. E é aí que a história começa a se movimentar um pouquinho.

‘”A vida é um fragmento de pequenos detalhes bons que vão se juntando até formar um quebra cabeças. As coisas ruins são como quando uma peça não se encaixa na outra, e às vezes a gente, por pura pressa fica tentando fazer aquele negócio encaixar mesmo sabendo que nunca encaixará.”

Théo e Marina começam a se ver e a ficar juntos. Marina é modelo e tem bulimia. Théo a ajuda da melhor forma que pode. Mas a mãe de Marina não se importa com o relacionamento dos dois, ela só pensa na carreira de modelo da filha. A Marina não consegue lidar com a falta de aprovação da mãe e meio que acaba desistindo um pouco do relacionamento deles.

SPOILER! No fim, eles acabam se separando. Maaas, como tem um segundo livro chamado Hey, panda, eu ainda te amo, minha mente me diz que eles ainda vão tem mais momentos juntos.

3virgula14 | Hey, Panda, vamos fugir?

“Aprendi que o que mais importa na vida é lutar e não desistir daquilo que a gente mais quer. Clichê? Talvez. Clichê? Com certeza para aquelas pessoas que não tem coragem de lutar e desistem fácil.”

3virgula14 | Hey, Panda, vamos fugir?

Uma das coisas que mais me conquista quando leio livros que se passam no Brasil, é a familiaridade com a cultura e os lugares daqui. Imagina então quando li um livro que se passa em Porto Alegre e em Guaíba, que é onde eu passo 100% dos meus dias? Reconhecer os lugares me fez entrar dentro da história como se eu fosse um deles! Sem contar que o Théo fica twittando e escrevendo no blog dele durante todo o livro. Outra coisa que me conquistou, foram os amigos que o Théo fez durante os livros. Sério! Queria ser amiga da Nathalie, do Isaque e da Kemily.

É um livro levinho, tranquilo e que fala de boas sobre romances de verão e o quanto eles deveriam durar mais.

“Os finais nem sempre são felizes, mas também nem sempre precisam ser infelizes. A felicidade não está no final das coisas mas, na conquista, no dia a dia, no querer lutar, no querer não desistir, no querer prosseguir.”

3virgula14 | Hey, Panda, vamos fugir?

Quem quiser comprar o livro, é só clicar aqui.

Pra acompanhar o Ivan nas redes sociais, é só clicar nos links abaixo:
Insta
Twitter
Facebook
Site

2 comentários
Pietra Olsen

Deixe o seu comentário!

  1. Ivan Bittencourt disse:

    Parabéns primeiramente pelo teu site e teu trabalho, tá simplesmente lindo, e obrigado de coração por essa resenha tão linda e simplesmente realmente tudo o que eu imaginei quando escrevi. ♥