13 de abril de 2018

O amor nos tempos de #likes, Pam, Bel e Pedrugo

3virgula14 | O amor nos tempos de #likes

Foto por @paollaolsen

Desde que eu li Boa Noite, o livro da Pam Gonçalves, que eu fiquei louca pra ler qualquer outra história escrita por ela. Foi então que eu resolvi ler O amor nos tempos de #likes, um livro escrito pela Pam Gonçalves, pela Bel Rodrigues, pelo Hugo Francioni e pelo Pedro Pereira, ou como eu prefiro falar: Pam, Bel e Pedrugo.

O livro conta com três versões de clássicos da literatura nos tempos atuais, ou seja, nessa época de redes sociais e tals.

3virgula14 | O amor nos tempos de #likes

Foto por @paollaolsen

Próximo destino: Amor

A Pam se baseou em um clássico chamado Orgulho e Preconceito e conta a história de Liz, uma youtuber muito famosa que está no aeroporto indo pra casa dos pais, e William, um guri que está voltando pra casa pra ver a irmã que está no hospital.

Óbvio que algumas coisinhas acontecem, como o fato de eles não se darem nada bem, e a irmã do William ser muuuuito fã da Liz. Aí vocês podem imaginar o que acontece, principalmente se já leu Orgulho e Preconceito.

3virgula14 | O amor nos tempos de #likes

Foto por @paollaolsen

(Re)começos

(Re)começos é a história que a Bel escreveu e foi baseada em Dom Casmurro.

Conta a história de Madu, umas guria que tem alguns probleminhas por conta de um antigo namoro e é muito fã de alguns youtubers, principalmente o Ed. Mas não é exatamente sobre isso que a história fala. Madu, por ter terminado o semestre com notas boas, ganhou uma viagem pra Búzios dos pais.

E ela decide aproveitar o máximo que ela puder a viagem. O que faz ela ir a um restaurante de encontros, que funciona dá seguinte forma: o restaurante é no escuro, tu entra em uma salinha privada e outra pessoa também entra. Vocês não se conhecem e passam a se conhecer ali, no escuro. No final da noite, o casal escolhe se quer saber como realmente são e se querem se conhecer com o auxílio da luz.

Mas Madu não tinha ideia de quem era a pessoa sentada na mesma mesa que ela até que os dois decidem que querem se encontrar na luz. E é aí que a viagem de Madu se transforma ainda mais na melhor viagem que ela podia ter feito.

3virgula14 | O amor nos tempos de #likes

Foto por @paollaolsen

337 km

Quem escreveu 337 km foi o Pedro e o Hugo, e ela foi baseada em Romeu e Julieta (tinha como ser ruim?).

Conta a história de Júlio, um aspirante a escritor que acabou de finalizar o esboço do seu primeiro livro, e Ramon, um garoto que vive longe da família e trabalha em uma livraria, há 337 km de distância de Júlio.

Ramon e Júlio não se conhecem, até que Ramon envia uma solicitação de amizade para Júlio no Facebook, pois os dois fazem parte do mesmo grupo de fanfics.

É aí que começa a história dos dois tentando lidar com os 337km que os separam. Ramon precisa lidar com a chefe rabugenta e com todo o medo que sente dela para poder ajudar Júlio a encontrar uma editora para publicar seu livro e Júlio precisa lidar com a expectativa de alguma editora retornar seus e-mails e com a chegada surpresa de seus pais (que estavam viajando) justo quando Júlio vai visitá-lo.

3virgula14 | O amor nos tempos de #likes

Foto por @paollaolsen

O amor nos tempos de #likes/Pam Gonçalves… [et. al.]. – 2. ed. – Rio de Janeiro: Galera Record, 2016.

É um livro maravilhoso, sério! E eu, por ter Will & Will na minha lista de livros preferidos e por amar os livros do David Levithan, das três histórias a que mais amei é 337km.

As histórias são muito boas, a diagramação e a edição é maravilhosa e a escritas dos 4 escritores é divina e bem rapidinha de ler.

Se eu aconselho todo mundo a ler? Com toda a certeza que eu posso ter nessa vida!

Quem quiser comprar o livro é só clicar aqui.

E quem quiser acompanhar eles nas redes sociais:

Pam: Twitter, Instagram e Youtube

Bel: Twitter, Instagram e Youtube

Pedro: Twitter, Instagram e Youtube

Hugo: Twitter, Instagram e Youtube

Esse post foi reescrito com base em um post que eu havia escrito no antigo blog que eu tinha com minha irmã e uma amiga. Se quiser ler o post antigo, é só clicar aqui.

Nenhum comentário
Pietra Olsen

Deixe o seu comentário!