15 de março de 2019

Traços, Eduardo Cilto

3virgula14 | Traços

Desde  momento em que terminei de ler Submerso, eu fiquei maluca pra ler Traços.

“O que aconteceu não pode ser mudado, porém você pode mudar o jeito com que encara a situação.”

Traços conta a história de Matheus, um menino comum, nerd e que é um talvez quem sabe pouquinho apaixonado por sua melhor amiga, Beatriz. Matheus sempre foi o filho exemplar, o aluno exemplar. Até que chega a festa junina da escola, que Beatriz convenceu Math a ir. A festa já começa bem diferente do que Math jamais ia imaginar, com ele virando a garrafa de bebida em vez de Beatriz. Por conta disso, ele fica eufórico e resolve aceitar a ideia de ir até a casa de Fernanda (uma colega que se dizia bruxa), junto com Beatriz, para descobrir o que o futuro lhes reservava.

“Estou cansada de tentar agradar pessoas que não estão satisfeitas com quem eu sou”

Lá, no meio do ritual, Fernanda diz que Beatriz precisa ir atrás de seu destino. E Beatriz decide que seu destino está em São Paulo, convidando Math para ir com ela. E depois de uma briga com os pais, ele decide que vai ir com ela.

O resto da história é eles em São Paulo, pegando carona em uma van de Drag Queens, parando em hotel de beira de estrada beeem duvidoso, ajudando Beatriz a correr atrás de um youtuber chamado “Jovem Diferente” que foi sequestrado junto com outros youtubers.

“Você pode ser o que quiser, mesmo que te chamem de nomes feios ou coloquem apelidos em você! É só não deixar que as palavras o atinjam!”

3virgula14 | Traços

Confesso que no meio da história, eu já tinha pegado um certo nojo da Beatriz. Ela nunca pensa no Matheus, apesar dele fazer tudo o que ela quer, sabe? Ela é bem egoísta.

“– O que quero dizer é que até o Super-Homem, que é o cara mais forte do mundo, fica fraco quando encontra uma pedrinha de kryptonita de vez em quando. Você vai ficar bem, vai dar tudo certo!”

Ler esse livro me bateu um sentimento bem louco. Quando eu li, alguns meses atrás, foi na época que eu tava planejando minha viagem pra Curitiba. Esse livro, me deu um gás de pensar em como eu queria fazer muitas coisas diferentes e aproveitar o máximo que eu pudesse, sem ter ninguém pra quem dar satisfação. Só fazer o que eu queria lá. Eu falei sobre como me senti na viagem nesse post aqui e talvez tu entenda mais ou menos por que eu me senti assim.

Igual em Submerso, o Edu fez eu me apaixonar pelo personagem e querer mudar coisas na minha vida. Acho que o Edu tem esse dom, sabe? De fazer a gente se sentir como o personagem e querer melhorar cada dia mais.

3virgula14 | Traços

“O mundo pode ser extremamente assustador e hostil quando você é forçado a encará-lo sem estar preparado. Mas é assim que as coisas sempre acontecem.”

3virgula14 | Traços

“A vida pode ser muito parecida com os quadrinhos, pois ambos tem alguém controlando o que acontece; no caso você é o desenhista da sua própria história, e os traços feitos são as ações que toma para designar o rumo que sua vida seguirá. Então tenha consciência de que, a partir de agora, é você quem define o desenho que seus traços vão formar.”

3virgula14 | Traços

A diagramação do livro é bem bonita, o título de cada capítulo tem mini prédios que lembram São Paulo, até os balõezinhos de mensagem são bonitinhos.

3virgula14 | Traços

Traços / Eduardo Cilto. – 1. ed. – São Paulo : Planeta, 2016.

Quem quiser comprar o livro, é só clicar aqui. O Edu também tem outro livro, se quiser comprar Submerso é só clicar aqui e se quiser ler sobre ele é só clicar aqui.

Para acompanhar o trabalho do Edu, é só seguir no Insta, no Twitter e no Youtube.

Nenhum comentário
Pietra Olsen

Deixe o seu comentário!