28 de abril de 2019

Trilogia Cinquenta Tons de Cinza

3virgula14 | Cinquenta Tons

Acho que quase todo mundo já ouviu falar de Cinquenta Tons de Cinza, né? Principalmente desde 2015, que foi o ano em que lançou o primeiro filme.

Eu sempre tive um pouco de curiosidade em assistir, mas nunca pensei em ler os livros. Até que resolvi ir no cinema assistir Cinquenta Tons de Liberdade, e eu nem tinha assistido os dois primeiros ainda. Ou seja, lá estava eu assistindo os outros dois filmes um dia antes de ir ao cinema, hihi.

Enfim, assisti e curti a história. Porém, mesmo assim não tinha me dado vontade de ler os livros. Até algumas semanas atrás quando a minha irmã comprou os livros. Tá, não foi exaaatamente quando ela comprou os livros que me deu vontade de ler, mas eu acabei lendo Belo Desastre e Engano Irresistível esse ano, que são livros mais eróticos, e descobri que eu também gosto desse estilo (apesar dos meus amorzinhos ainda serem livros adolescentes). Com isso, tendo os livros em casa, resolvi pegar e ler! Mano do céu, eu li os três livros em uma semana! E olha que não são livros curtos, cada um tem mais de 400 páginas.

E eu não me arrependo em nada, a cada página do livro eu conseguia visualizar a cena do filme de tão fiel que os filmes são aos livros. Agora vamos falar de cada um:

Cinquenta Tons de Cinza

3virgula14 | Cinquenta Tons

Ana é a pessoa mais recatada que não faz nada de absurdo na vida e Christian é o cara empresário famoso lindo maravilhoso. Beleza, começa com o clichêzão dos romances. Eles se conhecem quando Ana vai ajudar a amiga entrevistando Christian e ela já começa passando vergonha caindo na frente dele. Ambos acabam tendo um interesse um no outro, mas a vida deles é meio oposta. O que acontece é o seguinte, Christina bem que tenta mas não consegue ficar longe de Ana, então ele resolve fazer a proposta pra ela: que ela seja submissa dele. Digamos que o resto do filme é a Ana tentando entender mais sobre o lado sádico do Christian e tentando entender se ela consegue viver com essa vida. Até que no fim ela não aguenta e vai embora, e é assim que o filme e o livro acabam.

Sendo bem sincerona: se não fosse uma trilogia, fosse apenas o primeiro livro e ele acabasse com a Ana e o Christian juntos, com ela aceitando todos os termos, eu ia achar um livro bem merda e mega abusivo. Então eu gostei que no fim desse eles não ficaram juntos. O filme é uma versão muuuuito fiel ao livro, muito fiel mesmo. Enquanto eu lia as falas dos personagens, eu conseguia lembrar exatamente da mesma fala no filme.

Cinquenta Tons Mais Escuros

A história começa com Ana e Christian separados ainda, mas logo se encontrando com mais uma proposta de Christian: A Ana voltar pra ele de uma forma que fique bom para os dois e nenhum deles saia perdendo, por que ele percebe que a Ana é mais importante pra ele do que a vida que ele levava. Beleza, eles se entendem, mas demora um pouco pro Christian acostumar com o fato da Ana não ser uma submissa dele e não fazer tudo o que ele quer, mas a Ana também não tá 100% confortável já que ela acha que o Christian sente falta da vida que ele levava antes. Ok, com isso brota no meio da história uma ex submissa do Christian e o chefe da Ana na editora que ela começou a trabalhar. Hide, o chefe, resolve atacar a Ana e tentar abusar dela e é demitido por Christian, já que Christian conhece o dono e compra a editora. Já Leila, a ex submissa, volta por que está transtornada por que o Christian tá se envolvendo de verdade com alguém que é foi ela. Isso sem contar a Elena, a mulher que levou o Christian pra essa vida e que odeia a Ana.

Cinquenta Tons de Liberdade

Essa é a parte da história onde a gente entende mais sobre por que o Christian é do jeito que ele é e o Hide volta. Com certeza esse é o melhor filme e o melhor livro da trilogia pra mim. Por que não é só o romance dos dois, sabe? Tem toda a parte do Hide atrás do dois, e por que o Hide tava atrás deles. Então pra mim foi o mais emocionante por que ainda por cima, mostrou o quanto eles se amam mesmo e o quanto ambos abriram mão de algumas coisas pra que os dois ficassem felizes e acharam um meio termo.

Outra coisa incrível nos filmes é a trilha sonora, que é ma ra vi lho sa!

Quem quiser comprar os livros, é só clicar nos links abaixo:

Cinquenta Tons de Cinza
Cinquenta Tons Mais Escuros
Cinquenta Tons de Liberdade
Box

Nenhum comentário
Pietra Olsen

Deixe o seu comentário!